Segunda-feira, 26 de Julho de 2010

ANTA DA PEDRA DOS MOUROS ou PEDRA ALTA

ANTA DA PEDRA DOS MOUROS ou PEDRA ALTA

Necrópole pré-histórica do Monte Abraão

(Monumento Nacional desde Junho de 1910)



Foi assim no tempo dos Romeiros

do Senhor da Serra;

Esteve assim, durante anos,

Completamente ao abandono;

Hoje é este o seu estado!
Publicado por despertar-belas às 00:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 25 de Julho de 2010

EM DEFESA DO PATRIMÓNIO HISTÓRICO DA FREGUESIA DE BELAS

MANIFESTO

 

A laje principal, ou esteio da Anta da Pedra dos Mouros ou Pedra Alta, parte integrante da designada Necrópole Pré Histórica do Monte Abraão, considerada monumento nacional desde Junho de 1910, “colapsou”.

Monumento pré-histórico com mais de cinco mil anos, não resistiu às atrocidades a que esteve sujeita, às agressões naturais do tempo nem à incúria dos homens.

Os constantes abalos provocados pelas explosões em pedreiras próximas, na construção de estradas (CREL e IC16), poderão também estar na génese da aceleração da degradação do monumento.

Um dos mais importantes conjuntos megalíticos situados em território nacional, tem estado desde há longos anos votado ao abandono e á ausência de qualquer operação de conservação.

Os monumentos que compõem o complexo megalítico, estão hoje irreconhecíveis, pelo crescimento desenfreado de mato na sua zona periférica.

A situação constatável de deposição persistente de lixo e entulhos na região envolvente designadamente, das Antas de Monte Abraão e da Galeria Coberta do Pego Longo, são factores que evidenciam a falta de cuidado sobre este património Monumental Histórico, que conduziu ao seu total abandono e, finalmente, ao ruir da Anta da Pedra dos Mouros em Junho de 2010.

Independentemente do tipo de propriedade em que se situam, os monumentos megalíticos constituem património arqueológico nacional, de relevância cientifica variável, mas incontornável.

 

A Coordenadora da CDU / Belas, decidiu:

  • Repudiar o desleixo a que as entidades de tutela deixaram chegar os Monumentos Históricos e os respectivos espaços envolventes, na Freguesia de Belas.
  • Exigir a essas mesmas entidades a reconstrução imediata da Anta da Pedra dos Mouros.
  • Exigir também a implementação de medidas que permitam a conservação das Antas e a limpeza das ervas, mato e lixo dos espaços envolventes, onde estes se  tornaram  autênticas lixeiras e vazadouro de entulhos e promover a preservação e segurança, criando uma vedação periférica e a iluminação de  todos e  cada um dos monumentos.
  • Incentivar o poder local autárquico (C M Sintra e J F Belas) à criação de condições para a existência de espaços pedonais e desenvolver o estudo de um itinerário que permita à população conhecer o património histórico da Freguesia de Belas.

A Coordenadora da C D U / Belas, Julho de 2010

Publicado por despertar-belas às 23:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

MANIFESTOS

O Blogue Despertar Belas, apoiou desde a primeira hora a candidatura C D U, à Junta de Freguesia de Belas.

Passados que são mais de 6 meses sobre a data das eleições autárquicas de 2009, não é fácil vislumbrar algo de positivo que este executivo de maioria P S, tenha feito.

Depois da Marcha pela Indignação realizada em defesa da reestruturação da E N 117, a C D U, volta à rua, desta vez com dois manifestos, um, que pretende alertar a população da Freguesia de Belas, sobre o que se passa com o presumível encerramento de duas escolas na Freguesia (Baratã e Venda Seca) e outro, divulgando a situação de ruína em que se encontra a Anta da Pedra dos Mouros, também conhecida por (Pedra Alta).

Com a promessa da continuidade informativa, apresentamos os dois manifestos emitidos pela comissão coordenadora da C D U, na Freguesia de Belas.

 

Dizia-mos na abertura do Blogue.

 

Belas, terra adormecida. Quase selva de betão que vai enterrando todo um passado histórico cada vez mais esquecido. Freguesia enteada de um concelho adormecido e fechado onde "nada se cria, nada se aproveita, tudo se perde".

 

A verdade nua e crua, com aspectos actuais.

Publicado por despertar-belas às 23:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Marcha Contra a Estrada da Vergonha (EN117)

Contra a Estrada da Vergonha!

 

Caminhada pela Requalificação

da EN-117

(Pendão/Belas)

 30 de Setembro, 4ª feira, 10 h

 Inicio na Av. Miguel Bombarda junto aos Semáforos do Pendão.

 

Com a Participação, entre outros, dos Candidatos CDU: 

Fernando Grave, Candidato à Presidência da Junta de Freguesia de Belas
Pedro Ventura, Candidato à Câmara Municipal de  Sintra
Lino Paulo, Candidato à Assembleia Municipal de Sintra
 
Participe!

Publicado por despertar-belas às 10:17
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 27 de Julho de 2009

Centro de Saúde em Belas - Para Quando? - Parte I

  

Distribuído em 19 de Dezembro de 2007

 

Na Assembleia da República, PS, PSD e CDS votaram contra o reforço de dotação para a construção do Centro de Saúde de Belas. Também em reunião da Câmara Municipal de Sintra, os votos favoráveis do PSD e CDS, e a abstenção do PS, anularam o concurso público para a construção de um novo Centro de Saúde, em  Agualva.
 
Centro de Saúde em Belas – Para Quando? - Na Assembleia da República o PS e a direita não quiseram! … Votaram contra!
 
Por informação transmitida à população de Belas, já é do domínio público que o PS e a direita parlamentar, votaram contra (em 2006 e em 2007) uma proposta do PCP, que consistia no reforço da dotação para a construção, entre outros, do Centro de Saúde de Belas.
 
Também em reunião da Câmara Municipal de Sintra, os votos favoráveis do PSD e CDS, e a abstenção do PS, anularam o concurso público para a construção de um novo Centro de Saúde, em  Agualva.
 
O PCP/CDU, coerente com o seu empenhamento em defesa dos melhores serviços de saúde para a população, votou contra a proposta de anulação do concurso.
 
E por cá, em Belas, é previsível que venhamos a ter mais do mesmo!

Foi apresentado com “pompa e circunstância” um ante projecto que visava a construção do Centro de Saúde na Quinta Berthier, integrado em contrapartidas a ceder pelo empreiteiro, suposto construtor de um condomínio fechado naquele espaço.
Vá lá saber-se porquê, o projecto do condomínio abortou!
 
Para promitente construção do novo Centro de Saúde, foi agora apresentada a sua localização na zona da Quinta do Carrascal.
Ao novo espaço, correspondeu a necessidade de uma adaptação do ante projecto inicial.
 
O facto da Junta de Freguesia de Belas, ter ao seu serviço, com avença mensal fixa, uma Arquitecta, não impediu os gastos de 5.000,00 €, no ante projecto e mais 2.700,00 €, na adaptação do novo ante projecto.
 
Isto é, a Junta de Freguesia, ou melhor, todos nós, já gastámos 7.700,00 €, em ante projectos, sem qualquer resultado visível.
 
Gasta-se dinheiro em ante projectos, entretanto:
► Na Assembleia da República, PSD, CDS e PS, votaram (em 2 anos consecutivos), contra a disponibilização de verbas, para a construção do Centro de Saúde em Belas.
► Em reunião de Câmara, PSD e CDS, votando contra, e PS, com abstenção, anularam um concurso público para construção de um novo Centro de Saúde no concelho de Sintra.
 
Adivinha-se  a posição dos partidos de direita PSD e CDS e do PS na Câmara Municipal quando for proposto um protocolo com o governo para  a construção do Centro de Saúde em Belas.
 
O  “Centro de Saúde”  de Belas por fora é como ilustra a imagem! … Lá dentro é o Caos! …
 
Centro de Saúde de Belas► Gabinetes de trabalho sem condições;
► Filas madrugadoras para a marcação de consultas;
► Que respeito pelos direitos dos utentes?
► Que condições de trabalho para os Profissionais de Saúde e Pessoal Administrativo?
► Que  condições de acesso de idosos ou limitados fisicamente aos gabinetes de atendimento?
 
 
Até quando teremos que conviver com estas degradantes condições?

 

Publicado por despertar-belas às 22:40
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 5 de Julho de 2009

A realidade na EN117

Com alguma insistência temos vindo a assistir a uma inusitada apetência, na evidente degradação a que chegou a EN 117, particularmente no seu troço entre Pendão e Belas.

Assim, um ex-autarca dos executivos da Junta de Freguesia, à qual pertenceu durante mais de 10 anos, com graves responsabilidades na incapacidade de resposta a este e outros assuntos, decidiu por mero protagonismo, preparando, quiçá, o salto para outros voos (foi candidato a Cabeça de Lista do PS à Autarquia), botar palavra num dos jornais que proliferam pelo concelho de Sintra.
Tem então o senhor, Vítor Miranda (VM) de seu nome, alguns desabafos, que só a manifesta necessidade de evidência pessoal justificam.
Perante algumas frases extraídas da “entrevista”, sugere-se-nos colocar também algumas questões.
Há quantos anos existem naquele estado as chamadas “casas velhas”?
Será que VM, só depois do triste e lamentável acidente de Fevereiro de 2008, se apercebeu das dificuldades e do estado de degradação da EN117?
Porquê a autarquia local onde o PS, esteve 16 anos, ou a CM Sintra, onde estiveram em maioria, vários anos de mandato, alguns com maioria absoluta, nada fizeram directa, ou indirectamente através das Estradas de Portugal?
É ou não oportunismo Sr. VM?
Não contente com a “entrevista”, na Assembleia Freguesia (AF) do passado dia 25 de Junho, voltou ao assunto, de uma forma, de que nem mesmo VM, acreditou na veracidade do que estava a dizer.
Demagogo (ou oportunista?), foi o mínimo de que foi acusado por uma bancada da AF, a CDU, já que as suas observações, reflectem uma evidente necessidade de protagonismo, que não se compadece com as verdadeiras causas que tornaram algumas situações em Belas, mais justificadas em, como diz VM, países do terceiro mundo, isto sem esquecer que o profundo estado de degradação a que Belas, a Freguesia de Belas, chegou, tem particular incidência e responsabilidade na gestão PS, em 16 anos de mandato.
Quanto à EN117, todos temos a convicção de que necessita de uma profunda requalificação, não em 700 metros mas praticamente em toda a sua extensão dentro da Freguesia de Belas.
No caso particular do troço Pendão / Belas, a requalificação passa fundamentalmente por:
Criação de passeios pedonais dignos e seguros e repavimentação desta via única, Queluz / Pendão / Belas.
Demolição, limpeza e requalificação dos edifícios em escombros e degradados que de qualquer forma constituam perigo para os passantes.
Limpeza e regularização do Rio Jamor, particularmente no troço Belas / Pendão, com o devido tratamento das margens e limpeza do leito.
Reconstrução da muralha de suporte da estrada de acesso ao Pego Longo, permitindo a sua reabertura na melhores condições de segurança e o acesso rodoviário da EN117 ao Pego Longo.
Estas necessidades urgentes, foram aliás defendidas em comunicado distribuído pela CDU, em Outubro de 2008, nas zonas populacionais adjacentes à EN117.
 EN117
EN117
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 EN117EN117

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por despertar-belas às 22:48
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Moínhos de Vento - Património Local (Idanha - Belas) Preservar ou Destruir?

Moinho, junto ao antigo campo de futebol do Clube Desportivo de Belas, na Idanha, (que já foi) movido a vento!

É sabido que não existe nenhum regime especial, de protecção aos moinhos, existe porém a Lei Quadro do Património, que prevê a possibilidade da sua classificação em várias categorias (do valor concelhio ao monumento nacional).

O mais corrente (nos moinhos), é o valor concelhio, devendo a Câmara Municipal, caso o entenda, aprovar e instruir processo para afixação pública e posterior aprovação pela Assembleia Municipal.

Sendo ou não oficializado o seu valor Patrimonial, penso, que dada a sua situação geográfica, agora com enquadramento no perímetro do IC16, o moinho em referência devia merecer-nos maior respeito.

A sua conservação, porque está instalado em espaço público, para ser efectivada, deve ser levada a cabo por acção directa da Junta de Freguesia e/ou Câmara Municipal.

É isso que se solicita a quem de direito.

 

Moinho

  

 Moinho

Moinho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pergunta-se:

Não terá feito “confusão”, à EDP, a implantação dos postes para suporte das linhas, tão perto, do que por tão raro, possa vir a ser considerado Património Local ou mesmo Concelhio?

É perfeitamente possível a preservação do moinho no enquadramento ambiental prevalecente na zona. Miradouro, enquadramento em espaço verde, zona lúdica, são algumas das hipóteses viáveis.

Publicado por despertar-belas às 15:06
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
Vila de Belas

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Posts recentes

ANTA DA PEDRA DOS MOUROS ...

EM DEFESA DO PATRIMÓNIO H...

MANIFESTOS

Marcha Contra a Estrada d...

Centro de Saúde em Belas ...

A realidade na EN117

Moínhos de Vento - Patrim...

Arquivos

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Agosto 2006

Assuntos

todas as tags

Mapas da Freguesia

Belas - Informações Úteis
Belas - Património

Contacte-nos

Envie os seus textos e/ou imagens referentes à Freguesia de Belas para: Despertar Belas

Visitantes

Contador de acessos