Domingo, 5 de Julho de 2009

A realidade na EN117

Com alguma insistência temos vindo a assistir a uma inusitada apetência, na evidente degradação a que chegou a EN 117, particularmente no seu troço entre Pendão e Belas.

Assim, um ex-autarca dos executivos da Junta de Freguesia, à qual pertenceu durante mais de 10 anos, com graves responsabilidades na incapacidade de resposta a este e outros assuntos, decidiu por mero protagonismo, preparando, quiçá, o salto para outros voos (foi candidato a Cabeça de Lista do PS à Autarquia), botar palavra num dos jornais que proliferam pelo concelho de Sintra.
Tem então o senhor, Vítor Miranda (VM) de seu nome, alguns desabafos, que só a manifesta necessidade de evidência pessoal justificam.
Perante algumas frases extraídas da “entrevista”, sugere-se-nos colocar também algumas questões.
Há quantos anos existem naquele estado as chamadas “casas velhas”?
Será que VM, só depois do triste e lamentável acidente de Fevereiro de 2008, se apercebeu das dificuldades e do estado de degradação da EN117?
Porquê a autarquia local onde o PS, esteve 16 anos, ou a CM Sintra, onde estiveram em maioria, vários anos de mandato, alguns com maioria absoluta, nada fizeram directa, ou indirectamente através das Estradas de Portugal?
É ou não oportunismo Sr. VM?
Não contente com a “entrevista”, na Assembleia Freguesia (AF) do passado dia 25 de Junho, voltou ao assunto, de uma forma, de que nem mesmo VM, acreditou na veracidade do que estava a dizer.
Demagogo (ou oportunista?), foi o mínimo de que foi acusado por uma bancada da AF, a CDU, já que as suas observações, reflectem uma evidente necessidade de protagonismo, que não se compadece com as verdadeiras causas que tornaram algumas situações em Belas, mais justificadas em, como diz VM, países do terceiro mundo, isto sem esquecer que o profundo estado de degradação a que Belas, a Freguesia de Belas, chegou, tem particular incidência e responsabilidade na gestão PS, em 16 anos de mandato.
Quanto à EN117, todos temos a convicção de que necessita de uma profunda requalificação, não em 700 metros mas praticamente em toda a sua extensão dentro da Freguesia de Belas.
No caso particular do troço Pendão / Belas, a requalificação passa fundamentalmente por:
Criação de passeios pedonais dignos e seguros e repavimentação desta via única, Queluz / Pendão / Belas.
Demolição, limpeza e requalificação dos edifícios em escombros e degradados que de qualquer forma constituam perigo para os passantes.
Limpeza e regularização do Rio Jamor, particularmente no troço Belas / Pendão, com o devido tratamento das margens e limpeza do leito.
Reconstrução da muralha de suporte da estrada de acesso ao Pego Longo, permitindo a sua reabertura na melhores condições de segurança e o acesso rodoviário da EN117 ao Pego Longo.
Estas necessidades urgentes, foram aliás defendidas em comunicado distribuído pela CDU, em Outubro de 2008, nas zonas populacionais adjacentes à EN117.
 EN117
EN117
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 EN117EN117

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por despertar-belas às 22:48
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Vila de Belas

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Posts recentes

QUEM CALA CONSENTE - ESCL...

UMA GROSSEIRA ILEGALIDADE

GOLPE PALACIANO NA ASSEMB...

ANTA DA PEDRA DOS MOUROS ...

EM DEFESA DO PATRIMÓNIO H...

ENCERRAMENTO DE ESCOLAS N...

MANIFESTOS

Marcha pela Dignidade - 2...

CDU Belas alerta para o p...

EN117 - Visita ao Traçado...

Arquivos

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Agosto 2006

Assuntos

todas as tags

Mapas da Freguesia

Belas - Informações Úteis
Belas - Património

Contacte-nos

Envie os seus textos e/ou imagens referentes à Freguesia de Belas para: Despertar Belas

Visitantes

Contador de acessos