Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

QUEM CALA CONSENTE - ESCLARECIMENTO DE FERNANDO GRAVE AO QUE SE PASSOU NA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010.

Diz a voz do povo, “quem cala consente”, é por este motivo, que perante uma ignóbil panóplia de falsas acusações e mentiras, veiculadas por um comunicado, publicado em forma de “esclarecimento”, que me proponho a repor a verdade dos factos.

 

O Cidadania Queluz publicou um texto da autoria da coligação Mais Sintra, onde em 5 pontos se pretendia esclarecer, o acontecido na Assembleia de Freguesia de Belas (AF), realizada em 30 de Dezembro passado.

 

O respeito pelo Blog e pelos seus eventuais leitores, assim como a citação expressa do meu nome levam-me a algum exercício correctivo.

 

Ponto 1 –    Fui de facto destituído do cargo de Presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia de Belas, através de um acto de duvidosa legalidade processual, admito no entanto que a destituição é um direito da própria AF.

Contesto isso sim, a forma orquestrada PS/Mais Sintra/BE, como o acto foi preparado, já que a ocupação do lugar que desempenhava, foi proposto pelo PS, quando do acordo com a CDU, para a formação do executivo.

A atitude, pela baixeza ética, pela deslealdade, causou certamente náuseas a quem assistiu ao golpe traiçoeiro então posto em prática.


Ponto 2 –    Medindo a expressão do acto e porque a metodologia seguida não me pareceu a mais correcta, mesmo em termos legais, propus o adiamento da AF, para que fosse dada sequência de uma forma elevada à exoneração e substituição de um órgão que deveria merecer mais respeito pelos eleitos autárquicos.

Não tendo sido aceite a proposta, não quis participar na encenação de um espectáculo falso e mal ensaiado, abandonando a sala.


Ponto 3 –    Este é de facto o ponto, onde a mentira e a baixa calúnia, mais servem de arma de arremesso, mas que confrontado com as provas reais, (gravações), facilmente se comprova a sua falsidade.

A palavra “pulhice”, foi utilizada por mim na última AF de 2009, enquanto membro do executivo de maioria “Mais Sintra”, quando confrontei, o suposto ideólogo do “esclarecimento” publicado pelo Cidadania, com as mentiras que estava a debitar na intervenção que fez nessa mesma AF.

Aí sim, confrontado com a mentira e com a evidente ignorância que demonstrou ter sobre os problemas existentes no executivo, abandonou de uma forma abrupta o seu lugar na bancada.

A palavra “cancro”, foi por mim utilizada, é verdade, no debate promovido pela Rádio Ocidente/Rádio Clube de Sintra, transmitido via rádio, quando da campanha eleitoral para as autárquicas de 2009.

A palavra, pesada, admito, foi proferida em sentido figurado, para demonstrar a corrosão que dentro do executivo era promovida por um elemento da “Mais Sintra”.

Quanto à prepotência, arrogância, falta de respeito e outros adjectivos utilizados, são demonstrações de inferioridade, de quem não consegue equacionar-se pela honestidade de processos, trabalho, dedicação, empenho, conhecimento da causa autárquica, com o visado.


Ponto 4 –    Batemos no ponto certo.

O executivo de maioria “Mais Sintra”, (que integrei), a partir de determinada altura, isolou os elementos CDU, (1º e 2º vogais), nesse mesmo executivo.

A partir de 2007, nem contas, nem correspondência, nem concursos, nem obras passaram pelo conhecimento dos elementos CDU.

Por essa razão, votamos contra (com declaração de voto) as contas de 2007.

Em Março/Abril de 2008, o tesoureiro (Mais Sintra), abandonou as suas funções, sem que tivessem sido dadas quaisquer explicações aos elementos CDU no executivo.

As contas de 2008 e 2009, (até Outubro), depois de algumas incertezas e contradições, designadamente:

Declaração pública de dívidas do anterior executivo, com perspectiva de falência técnica da Junta e promessas de divulgação e denúncia em AF, que nunca aconteceu.

Afirmação da sua entrega em Tribunal de Contas, sem que tivessem sido apresentadas em reunião de executivo e fortes dúvidas sobre a legalidade dos documentos de suporte e entrega.

A insistência do Presidente do actual executivo para que as contas não fossem presentes na AF de 30 de Dezembro, quando já tinham sido entregues às bancadas para apreciação na AF realizada em de 23 de Setembro. Deixam grandes reservas, sobre a lisura do processo de responsabilidade comum (Mais Sintra/PS).

Foi aliás, em minha opinião, a tentativa de esconder sabe-se lá o quê, que motivou, o corrido na AF de 30 de Dezembro.


Ponto 5 –    A baixeza da insinuação, espelha-se quando é dito que o visado tinha conhecimento do que se passava com as contas de 2008/2009, uma perfeita mentira já que quer quanto membro do executivo quer como Presidente da Mesa da AF, nunca tive conhecimento da posição em que se encontram as contas.

De resto a conclusão do “esclarecimento”, revela uma certa frustração de quem o redigiu, tal é a confusão e a diversidade de alvos que pretende atingir, o que em concreto, demonstra uma ânsia de se dar a conhecer através da calúnia e da mentira, para ser suave na adjectivação.

 

Belas a Freguesia de Belas, precisa e muito, de quem se preocupe com a defesa das suas condições de habitabilidade.

 

A minha participação no movimento associativo, desportivo e autárquico é, tem sido, passe a imodéstia, bastante interventiva, e é do conhecimento de quem acompanhada estas áreas na vida da Freguesia de Belas.

 

Os lugares políticos são efémeros a minha dedicação, a minha honra, a minha dignidade, a minha frontalidade serão eternos. Não é qualquer aprendiz de autarca que os virá beliscar.

 

Com os melhores cumprimentos.

 

Fernando Grave

Publicado por despertar-belas às 07:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011

UMA GROSSEIRA ILEGALIDADE

UMA  GROSSEIRA ILEGALIDADE

A DESTITUIÇÃO DA MESA DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA E AS CONTAS DE 2008/2009.

 

QUE SE PASSA COM AS CONTAS DE 2008 E 2009?

 

Prometemos, o prometido é devido, contactámos o principal visado com a destituição da Mesa da Assembleia de Freguesia de Belas e são suas as palavras seguintes:


Conforme devidamente e em tempo esclarecido em sede própria, a ocultação de documentos, pela Coligação Mais Sintra, maioritária no executivo 2006/2009, levou a CDU a votar, em sede de executivo, contra, as contas de 2007, com declaração de voto, onde constava o total desconhecimento da forma como se elaboravam as receitas/despesas na Freguesia.

Posteriormente (em Março/Abril de 2008), de uma forma que nunca foi explicada, o tesoureiro abandonou o seu cargo e o executivo.

Nunca mais foram apresentadas contas e tesoureiro, só houve no final do 3º trimestre de 2009, que apenas compareceu a uma ou duas reuniões de executivo, foram na prática cerca de 18 meses sem tesoureiro.

A insistência na apresentação das contas de 2008 e 2009, é público, tem sido um dos factores principais do esclarecimento exigido pela CDU, em sede de Executivo e em Assembleia de Freguesia.

Quando da formação do executivo, 2010/2013, de maioria PS, em reunião preparatória, foi exibido, pelo presidente do actual executivo, cópia de um mail, ou fax, onde dizia, cito o presidente, que a Coligação Mais Sintra assumia uma divida de 350.000,00 a 400.000,00 Euros, e prometia a sua resolução se o PS, formasse executivo com esta coligação.

O presidente em exercício optou, vá lá saber-se porquê, em fazer executivo com o actual formato.

Na Assembleia de Freguesia (AF) realizada em Abril de 2010, constava como ponto da Ordem de Trabalhos (OT), apreciação e votação das contas de 2008/2009.

Nesta AF, foi dito pelo presidente do executivo (citando a lei de forma errada), que as contas estariam prontas apenas em fins de Junho.

A AF, marcada por solicitação dos serviços de apoio ao executivo, para 15 de Julho, sofreu um boicote por parte das forças maioritárias na AF, curiosamente PS e Coligação Mais Sintra.

Dívidas era suposto haverem.

Pela voz do presidente do actual executivo, foi dito em 15/09/2010, ao jornal Correio de Sintra, que a dívida era de 350.000,00 €, e que a população, assumiu, iria ser esclarecida na AF a realizar em 23 de Setembro de 2010.

Na AF, marcada para 23 de Setembro, assim como à seguinte, realizada em sua continuidade a 07 de Outubro, em cuja OT constava a apreciação e votação das contas referentes a 2008 e 2009, o presidente do executivo faltou, e o seu substituto, nada esclareceu sobre o assunto.

Nesta sessão, de 7 de Outubro, foi assumido pelo coordenador de serviços, na presença do tesoureiro e do substituto legal do presidente, que as contas de 2008 e 2009, já tinham sido entregues e aceites pelo Tribunal de Contas (TC).

Por tardia apresentação das contas, o ponto foi retirado da OT, com proposta, de que a sua apreciação e votação seria efectuada em próxima AF a realizar em Novembro ou Dezembro, de acordo com a lei.

Em 29/10/2010, voltou o jornal Correio de Sintra, pela voz do presidente a denunciar a dívida, agora elevada a 390.000,00 €.

É suposto, que as contas ainda não tenham sido apreciadas em reunião de executivo.

Da documentação entregue no TC, ainda não foi prestado qualquer esclarecimento à AF.

Convocada a AF para 30 de Dezembro, o presidente do executivo, tentou pressionar para retirar da OT o ponto referente às contas de 2008 e 2009.

Estando presente, antes do início desta sessão, alegou doença, como motivo para se retirar.

Assistiu-se depois, a uma manobra pré-preparada, concertada entre PS e Coligação Mais Sintra, para destituir a mesa, (com alvo bem definido), sendo mais uma vez adiada a abordagem às contas, cuja discussão, é ponto proposto para análise e discussão desde Abril de 2010.


 

Com as contas, como foi afirmado, já entregues em TC, e tendo estas sido apresentadas, ainda que com atraso e sem estarem assinadas por qualquer elemento do executivo na AF de 23 de Setembro, porquê a relutância em que fossem apreciadas e votadas, três meses depois, na AF de 30 de Dezembro?

Que se está a querer esconder com todas estes atrasos e manobras?

Onde está a verdade, ou a mentira na contradição que tem havido em tudo o que tem sido dito?


 

É o que se pretende saber! É o que a CDU pretende saber!

A população da Freguesia de Belas tem direito à verdade!

Publicado por despertar-belas às 23:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011

GOLPE PALACIANO NA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE BELAS

Passado pouco mais de um ano sobre as eleições autárquicas de 2009, sempre na esperança de que os princípios que geriram o acordo da força vencedora na Freguesia (PS) com a CDU, desenvolvessem na prática uma actividade autárquica relevante e promissora da ultrapassagem das limitações sempre denunciadas, mas bastante mais visíveis nos últimos 20 anos de gestão maioritária PS e Coligação Mais Sintra, na Freguesia de Belas.

 

Como é do conhecimento público, desde sempre a administração deste Blog, manifestou o seu apoio, à CDU e ao candidato às eleições autárquicas e houve nesta fase uma assumida e expectante redução nas informações veiculadas pelo Blog “Despertar Belas”.

 

Observadores privilegiados, porque atentos, aos desenvolvimentos do trabalho autárquico, não podemos, agora que são conhecidos os contornos de uma teia montada para tentar calar, aquela, que tem sido uma voz, incómoda para a maioria no executivo, na Assembleia de Freguesia, mais não nos resta que em defesa da transparência, que pretendemos, esteja sempre subjacente a qualquer informação, divulgar alguns dos temas que se vêm desenvolvendo em sede de Executivo e na própria Assembleia de Freguesia.

 

A ausência de qualquer informação oriunda do executivo e o silenciar da única voz que publicitava as poucas actividades deste mesmo executivo, (o site da Junta, há meses desactivado), são razões que consideramos suficientes para retomarmos a informação que obrigatoriamente o executivo devia transmitir aos habitantes da Freguesia de Belas.

 

Haverão temas que se enquadram em iniciativas do executivo, relacionamento entre autarcas executivos, actividades autárquicas, gestão e condições do pessoal, situações mal esclarecidas por deficiente resposta do executivo e outros, que merecem ser do conhecimento e são um direito público.

 

Incluiremos naturalmente e em tempo, a má resposta dada aos acordos de composição do executivo.

 

Por hoje e para reinício, vamos divulgar o comunicado emitido pela CDU, na sequência do acontecido na Assembleia de Freguesia realizada em 30 de Dezembro de 2010 deixando para breve a oportunidade de um esclarecimento de pormenor sobre as suas acções envolventes.

 

Desejamos a todos os um Bom Ano.

 

A Administração do Blog Despertar Belas.


 


 

 

Comunicado

 

CDU - Freguesia de Belas

 

Para não apresentarem as contas dos mandatos de 2008 e 2009, CDS-PP, PSD e PS executam “golpe palaciano” na Assembleia de Freguesia de Belas.

 

Numa desesperada tentativa de evitar que a Assembleia de Freguesia de Belas, apreciasse os relatórios e as contas de gerência dos anos de 2008 e 2009, da responsabilidade da coligação Mais Sintra, PSD e CDS-PP, e do PS, ambas as forças políticas fomentaram, em plena Assembleia e no decurso dos trabalhos, a destituição do Presidente da Assembleia de Freguesia, de responsabilidade CDU.

 

Tratou-se de uma manobra de legalidade mais que duvidosa, verdadeiro golpe palaciano, com objectivos bem concretos que não podemos deixar de denunciar a toda a população de Belas.

 

Não contentes por não apresentarem as contas a que estão obrigados, - vá lá saber-se porque razão – os representantes dos partidos acima referenciados, não olham a meios para afastarem do seu caminho todos aqueles que não lhes permitem a continuidade de práticas violadoras das mais elementares regras de responsabilidade no exercício do poder político.

 

Foi uma atitude vergonhosa, onde os fins, os objectivos, justificaram os meios.

 

A questão, no entanto, é bem simples e colocamo-la a toda a população de Belas:

Porque razões não são apresentadas, na Assembleia de Freguesia de Belas, as contas de gerência de 2008 e 2009?

 

A resposta a esta pergunta está na mão de todos os fregueses de Belas.

 

Uma certeza porém podem todos ter:

A CDU continuará a assumir as suas responsabilidades na defesa da transparência e da verdade na prestação de contas dos órgãos do poder local.

 

Sintra 31 de Dezembro de 2010

Publicado por despertar-belas às 01:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 26 de Julho de 2010

ANTA DA PEDRA DOS MOUROS ou PEDRA ALTA

ANTA DA PEDRA DOS MOUROS ou PEDRA ALTA

Necrópole pré-histórica do Monte Abraão

(Monumento Nacional desde Junho de 1910)



Foi assim no tempo dos Romeiros

do Senhor da Serra;

Esteve assim, durante anos,

Completamente ao abandono;

Hoje é este o seu estado!
Publicado por despertar-belas às 00:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 25 de Julho de 2010

EM DEFESA DO PATRIMÓNIO HISTÓRICO DA FREGUESIA DE BELAS

MANIFESTO

 

A laje principal, ou esteio da Anta da Pedra dos Mouros ou Pedra Alta, parte integrante da designada Necrópole Pré Histórica do Monte Abraão, considerada monumento nacional desde Junho de 1910, “colapsou”.

Monumento pré-histórico com mais de cinco mil anos, não resistiu às atrocidades a que esteve sujeita, às agressões naturais do tempo nem à incúria dos homens.

Os constantes abalos provocados pelas explosões em pedreiras próximas, na construção de estradas (CREL e IC16), poderão também estar na génese da aceleração da degradação do monumento.

Um dos mais importantes conjuntos megalíticos situados em território nacional, tem estado desde há longos anos votado ao abandono e á ausência de qualquer operação de conservação.

Os monumentos que compõem o complexo megalítico, estão hoje irreconhecíveis, pelo crescimento desenfreado de mato na sua zona periférica.

A situação constatável de deposição persistente de lixo e entulhos na região envolvente designadamente, das Antas de Monte Abraão e da Galeria Coberta do Pego Longo, são factores que evidenciam a falta de cuidado sobre este património Monumental Histórico, que conduziu ao seu total abandono e, finalmente, ao ruir da Anta da Pedra dos Mouros em Junho de 2010.

Independentemente do tipo de propriedade em que se situam, os monumentos megalíticos constituem património arqueológico nacional, de relevância cientifica variável, mas incontornável.

 

A Coordenadora da CDU / Belas, decidiu:

  • Repudiar o desleixo a que as entidades de tutela deixaram chegar os Monumentos Históricos e os respectivos espaços envolventes, na Freguesia de Belas.
  • Exigir a essas mesmas entidades a reconstrução imediata da Anta da Pedra dos Mouros.
  • Exigir também a implementação de medidas que permitam a conservação das Antas e a limpeza das ervas, mato e lixo dos espaços envolventes, onde estes se  tornaram  autênticas lixeiras e vazadouro de entulhos e promover a preservação e segurança, criando uma vedação periférica e a iluminação de  todos e  cada um dos monumentos.
  • Incentivar o poder local autárquico (C M Sintra e J F Belas) à criação de condições para a existência de espaços pedonais e desenvolver o estudo de um itinerário que permita à população conhecer o património histórico da Freguesia de Belas.

A Coordenadora da C D U / Belas, Julho de 2010

Publicado por despertar-belas às 23:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

ENCERRAMENTO DE ESCOLAS NO CONCELHO DE SINTRA

MANIFESTO DE REPÚDIO

 

A decisão do Governo, de encerrar mais 900 escolas e a imposição de um processo de “reestruturação” da rede escolar com a fusão de agrupamentos, a extinção de outros e a integração de escolas secundárias noutros já constituídos, não é mais que uma solução meramente administrativa e economicista, já que na prática esta medida não tem racionalidade pedagógica e é profundamente desumana.

Esta decisão, reflecte-se também no Concelho de Sintra e entre outras, na Freguesia de Belas, com o presumível encerramento para já, de, pelo menos, as seguintes escolas:

  • Morelinho
  • Baratã
  • Albogas
  • Camarões
  • Anços
  • Venda Seca
  • Alvarinhos

Todas elas com menos de 21 alunos inscritos no ano lectivo 2009/2010.

Configura-se assim um ataque muito forte à escola pública e à qualidade do ensino que vai contribuir para o aprofundamento da estratificação social dentro do nosso concelho.

Ao pretender encerrar as escolas com menos de 21 alunos, o Governo dá mais um passo na concretização do objectivo definido em 2005 de encerrar 4500 escolas. Fazendo-o sem o mínimo respeito pelas opiniões de pais, professores e autarcas.

A tese que sustenta tais decisões, de que o insucesso escolar está directamente ligado à dimensão da escola, bem como a intenção de integrar as crianças em grandes centros escolares, afastados muitas vezes kms do seu meio social e familiar, apenas vem confirmar o profundo desprezo com que o Governo, trata os direitos dos alunos, dos trabalhadores da educação e das famílias.

Para além das escolas  referidas como tendo menos de 21 alunos, existem outras no Concelho de Sintra, que estão praticamente neste limiar, ou seja, com menos de 28 alunos em 2009/2010, podendo chegar no próximo ano lectivo aos 20 alunos o que implica também o seu encerramento

A Câmara e a Assembleia Municipal de Sintra deverão estar contra estas medidas.

Os problemas mais graves com que a escola pública se defronta, o insucesso  e o abandono escolar, têm a sua causa principal a montante da escola, nomeadamente nas condições sócio - económicas das famílias.

Com o encerramento das escolas e o chamado processo de reestruturação da rede escolar, o Governo procura sobretudo desinvestir no ensino público reduzindo, substancialmente, o número de profissionais, docentes e não docentes, mesmo sabendo que este objectivo será sempre atingido à custa da qualidade do ensino.

 

A Coordenadora da C D U / Belas, não só não aceita e repudia esta postura, como exige que pare imediatamente o encerramento de escolas e o processo de “reestruturação” da rede escolar na Freguesia e no Concelho. apelando à comunidade educativa – aos profissionais da educação, docentes e não docentes, aos pais e aos autarcas – e às populações de uma forma geral, que lutem em defesa da Escola Pública, contribuindo dessa forma para que se encontrem, também na Educação, os caminhos de um desenvolvimento integrado, mas também de defesa dos verdadeiros interesses das populações, dos alunos e dos profissionais da educação.

 

A Coordenadora da C D U / Belas, Julho de 2010

Assuntos:
Publicado por despertar-belas às 23:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

MANIFESTOS

O Blogue Despertar Belas, apoiou desde a primeira hora a candidatura C D U, à Junta de Freguesia de Belas.

Passados que são mais de 6 meses sobre a data das eleições autárquicas de 2009, não é fácil vislumbrar algo de positivo que este executivo de maioria P S, tenha feito.

Depois da Marcha pela Indignação realizada em defesa da reestruturação da E N 117, a C D U, volta à rua, desta vez com dois manifestos, um, que pretende alertar a população da Freguesia de Belas, sobre o que se passa com o presumível encerramento de duas escolas na Freguesia (Baratã e Venda Seca) e outro, divulgando a situação de ruína em que se encontra a Anta da Pedra dos Mouros, também conhecida por (Pedra Alta).

Com a promessa da continuidade informativa, apresentamos os dois manifestos emitidos pela comissão coordenadora da C D U, na Freguesia de Belas.

 

Dizia-mos na abertura do Blogue.

 

Belas, terra adormecida. Quase selva de betão que vai enterrando todo um passado histórico cada vez mais esquecido. Freguesia enteada de um concelho adormecido e fechado onde "nada se cria, nada se aproveita, tudo se perde".

 

A verdade nua e crua, com aspectos actuais.

Publicado por despertar-belas às 23:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 13 de Fevereiro de 2010

Marcha pela Dignidade - 21 de Fevereiro - 10.30 Horas

Marcha pela DignidadeA CDU vai promover no próximo dia 21 de Fevereiro, Domingo, a partir das 10.30 horas, a Marcha pela Dignidade que terá o trajecto entre o Pendão (junto aos semáforos) e Belas (Centro de Saúde), onde apela à participação de todos, pois é importante e fundamental para que Belas deixe de ser uma freguesia esquecida e para que tenha os Equipamentos Sociais Básicos de que tanto carece.


Para a CDU, as prioridades mais prementes e imediatas para responder às carências básicas da freguesia são:

 

Construção de um novo Centro de Saúde na freguesia;

Construção da Escola EB 2+3;

Construção da Esquadra da PSP;

Eliminação imediata da vergonha e insegurança que a EN-117 (troço Pendão/Belas) representa e avançar com o processo da sua requalificação, cujo projecto está aprovado desde 2003.

 

A Marcha pela Dignidade, tem como finalidade, alertar os responsáveis autárquicos e governamentais, para a precariedade funcional do troço da EN-117, onde acerca de dois anos, foram vitimas das cheias que então ocorreram, duas senhoras, que pela madrugada se deslocavam para os seus empregos, e defender a implementação de medidas imediatas.


No mesmo sentido, a Marcha pela Dignidade, visa obter, do Ministério da Saúde, um compromisso claro e datado que aponte para a construção urgente de um novo Centro de Saúde e que acabe com a situação degradada do actual.


A CDU, convida todos os moradores a participar nesta forma de intervenção cívica. Convida também os eleitos das forças políticas com assento na Assembleia de Freguesia, interessados na resolução destes problemas e no desenvolvimento e progresso da nossa terra, a participar nesta Marcha pela Dignidade.

Assuntos:
Publicado por despertar-belas às 18:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

CDU Belas alerta para o perigo na EN117

Como estarão por certo recordados ocorreu, sensivelmente à dois anos (18 de Fevereiro de 2008), neste troço, um acidente que vitimou duas senhoras que se deslocavam para os seus empregos.

 

As chuvas que nos últimos dias têm caído intensamente deterioraram ainda mais esta via e agravaram os seus níveis de segurança, quer para o tráfego automóvel, quer para as pessoas que aqui circulam a pé.


Comitiva CDU

Face ao perigo imediato que esta situação constitui e querendo dar voz ao descontentamento e à indignação da população de Belas e do Concelho de Sintra, a CDU fez deslocar hoje, 2ª feira, 11 de Janeiroàs 08h30m, uma delegação à EN117 (troço Belas-Pendão) composta por António Filipe, deputado à Assembleia da Republica e à Assembleia Municipal de Sintra, Pedro Ventura, Adjunto do vereador da CDU na Câmara Municipal de Sintra, Lino Paulo, deputado da CDU na Assembleia Municipal de Sintra, Fernando Grave, Presidente da Assembleia de Freguesia de Belas e Filipe Borregana, Vogal da CDU na Junta de Freguesia de Belas, para propor soluções minimizadoras dos perigos latentes e defender o avanço imediato do processo da sua requalificação.

 

Na sequência desta visita, a CDU de Belas, propõe e defende um conjunto de medidas imediatas que possam atenuar os seus níveis de insegurança:

  • Consolidação do muro de sustentação que fica por debaixo do viaduto (CREL), em evidente situação de ruir a qualquer momento;
  • Demolição das ruínas de casas existentes a cerca de 100 metros deste muro, (sentido Belas – Pendão), que representam uma ameaça constante para a segurança dos transeuntes;
  • Construção de um passeio pedonal na berma, do lado do Rio Jamor, como ponto de passagem, com um mínimo de segurança das pessoas;
  • Repavimentação urgente da via no troço em referência;
  • Propor ao Grupo Parlamentar do PCP e ao Vereador da CDU que sejam questionados de imediato o Ministério das Obras Publicas e a Câmara Municipal de Sintra sobre as responsabilidades que têm nesta situação, sobre as medidas a tomar de imediato e para quando o avanço das obras de fundo projectadas desde 2003.

A CDU e os elementos da delegação assumiram perante a população da zona o compromisso de tudo fazer nos orgãos onde se encontram eleitos, para que as necessárias intervenções sejam uma realidade.

 

Prédios Devolutos

EN117 - Prédios DevolutosEN117 - Prédio Devoluto

 

Muros em Perigo de Ruir e em Ruínas / Estrada de acesso ao Pêgo Longo

EN117 - Muro em PerigoEN117 - Muro em RuínasEN117 - Estrada Acesso ao Pêgo Longo

 

Falta de Passeios / Lixo nas Bermas

EN117 - Falta de PasseiosEN117 - Lixo na Berma

Assuntos:
Publicado por despertar-belas às 00:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 10 de Janeiro de 2010

EN117 - Visita ao Traçado Pendão-Belas

A CDU de Belas promove na próxima 2ª feira, 11 de Janeiro, a partir das 08h30m, uma visita ao troço da EN117 entre o Pendão e Belas (Rotunda das Localidades) onde a chuva intensa que se tem verificado tem agravado os níveis de insegurança para quem circula neste traçado.


Foi neste troço, que acerca de dois anos, foram vitimas das cheias que então ocorreram, duas senhoras, que pela madrugada se deslocavam para os seus empregos.

As chuvas que nos últimos dias têm caído intensamente mais deterioraram, e agravaram os níveis de segurança na EN117, quer para o tráfego automóvel, quer para as pessoas que aqui circulam a pé, nas já muito precárias condições de circulação nesta via.

Numa distância com cerca de 500 metros, que é também a entrada da Histórica Vila de Belas, temos:
  • O curso do Rio Jamor sem tratamento, sem conservação e sem protecção adequada;
  • O maior número de buracos na estrada por metro quadrado (no Concelho);
  • Vários edifícios, em cima da via, abandonados, degradados e que ameaçam ruir;
  • Não existem passeios;
  • Diversos muros e morros sem o escoramento devido ou muito precário que constituem um perigo real, pela sua iminência de derrocada, para os milhares de utentes deste troço da EN117.
Face a esta vergonha que se arrasta há vários anos e querendo dar voz ao descontentamento e à indignação da população de Belas e do Concelho de Sintra, a CDU de Belas promove na próxima 2ª feira, 11 de Janeiro, a partir das 08.30 horas uma visita a este traçado, para propor soluções e defender uma intervenção imediata na requalificação desta importante via.

Esta visita conta com a participação de:
  • António Filipe, deputado à Assembleia da Republica e à Assembleia Municipal de Sintra;
  • Pedro Ventura, adjunto do vereador da CDU na Câmara Municipal de Sintra;
  • Lino Paulo, deputado da CDU na Assembleia Municipal de Sintra;
  • Fernando Grave, Presidente da Assembleia de Freguesia de Belas;
  • Filipe Borregana, Vogal da CDU na Junta de Freguesia de Belas.

O Ponto de Encontro é junto à Rotunda das Localidades, em Belas, às 08h30m.

Assuntos:
Publicado por despertar-belas às 17:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Vila de Belas

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Posts recentes

QUEM CALA CONSENTE - ESCL...

UMA GROSSEIRA ILEGALIDADE

GOLPE PALACIANO NA ASSEMB...

ANTA DA PEDRA DOS MOUROS ...

EM DEFESA DO PATRIMÓNIO H...

ENCERRAMENTO DE ESCOLAS N...

MANIFESTOS

Marcha pela Dignidade - 2...

CDU Belas alerta para o p...

EN117 - Visita ao Traçado...

Arquivos

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Julho 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Agosto 2006

Assuntos

todas as tags

Mapas da Freguesia

Belas - Informações Úteis
Belas - Património

Contacte-nos

Envie os seus textos e/ou imagens referentes à Freguesia de Belas para: Despertar Belas

Visitantes

Contador de acessos